“Me jogue nas águas como meus antepassados que se jogaram no mar porque sabiam que a morte era melhor que a prisão.”

É tão incrível quando uma história de super herói consegue ser maior do que uma simples trama onde temos um vilão querendo dominar o mundo e o mocinho tentando impedir, obviamente com sucesso no fim. Este longa foge de todo e qualquer clichê que a Marvel já tenha nos mostrado até o momento e com louvor.

Aqui temos uma verdadeira enxurrada de representatividade e quando digo isso não trato somente do fato do filme ser protagonizado por atores negros, mas também sobre o poder feminino dentro de uma história cujo o foco é falar sobre a trajetória de um rei em uma sociedade com tradições primitivas em meio a tanta tecnologia.

Por falar em tecnologia, aqui ressalto um ponto fraco. O excesso de poder tecnológico me deixa um tanto inseguro com filmes assim, me fazendo questionar até que ponto um herói pode chegar para derrotar seus vilões com tamanha facilidade. Em contrapartida a isso, temos na trama um antagonista onde seu maior poder é a sede de vingança e justiça (não necessariamente de uma forma ética, mas seus ideais são palpáveis)

não o tornando propriamente um vilão.

É um filme que em minha opinião tem tudo para ser um dos maiores blockbuster da temporada e obviamente eu indicaria para todo mundo, até aqueles que não são familiarizados com o universo Marvel e afins. Pantera negra trata de questões políticas, mas principalmente se propõe a mostrar de forma clara a cultura africana, deixando entendido a ideia de que sempre foram explorados.

O herói de Wakanda, continua fazendo jus as expectativas dos fãs. Há algumas semanas, o longa da Marvel alcançou mais uma marca expressiva, conquistando a 9ª maior bilheteria de todos os tempos nos EUA, com US$ 506,4 milhões arrecadados.

Obs: Gente, tem trilha sonora original e um figurino esplêndido. Será que a Marvel vai ganhar mais  indicações no próximo Oscar?

Pantera Negra
Duração: 134 minutos
Estúdio: Marvel Studios
Direção: Ryan Coogler
Roteiro: Ryan Coogler e Joe Robert Cole
Elenco: Chadwick Boseman, Michael B. Jordan, Lupita Nyong’o, Danai Gurira, Martin Freeman, Daniel Kaluuya, Letitia Wright, Andy Serkis, Winston Duke, Forest Whitaker, Sterling K. Brown, Angela Basset e John Kani

O poder da diversidade e representatividade
4.7Pontuação geral
Originalidade
Fotografia
Trilha sonora
Atuações
Desenvolvimento

Comentários