Gran Hotel é uma da série de televisão espanhola, disponível na plataforma Netflix, que prende a nossa atenção já no primeiro capítulo e traz ao longo de três temporadas episódios repletos de mistério, romance, humor e drama. Na série, os acontecimentos se passam no ano de 1905, época em que a luz elétrica chega ao povoado de Cantaloa, localizado na província de Santader (próximo à Costa Cantábrica). Toda a economia gira em torno do Gran Hotel, com hóspedes ilustres indo ao povoado exclusivamente para passar suas férias. Este é ainda o local onde acontecem as festividades mais importantes da província, como: o Festival da Luz, o Baile de Máscaras, Natal e Ano Novo.

 

Esse empreendimento luxuoso é comandado pela Família Alarcón, cuja matriarca, Dona Teresa Aldecoa Alarcón (Adriana Ozores), é uma mulher articuladora, implacável, forte e exigente. Com uma astúcia invejável se utiliza de suas influências na sociedade, bem como se vale dos segredos e dos sentimentos de todos a sua volta para alcançar seus objetivos.

O principal deles é manter a imagem, a posição e a fortuna da família, independentemente se para isso for necessário chantagear, fraudar ou mesmo conspirar para eliminar seus inimigos. Suas artimanhas e conspirações geralmente têm a participação do violento e articulador Diego Murquia (Pedro Alonso), o gerente do hotel e noivo de sua filha Alicia.

Porém, seu maior medo é que seus filhos descubram sobre a infidelidade de seu falecido esposo, Dom Carlos Alarcón (Jordi Bosch) e sobre a existência de outros herdeiros que ele deixou – dentre eles Andrés Cernuda (Llorenç González), filho de Dona Angela (Concha Velasco), a governanta do hotel. Por isso que ela faz de tudo para guardar esse e outros segredos de seus filhos, Sofia, Javier e Alicia.

Sofia (Luz Valdenebro) é casada com o ingênuo Alfredo (Fele Martínez), conhecido como o Marquês de Vergara e, assim como a mãe, se utiliza dos mesmos métodos de manipulação para alcançar seus objetivos – seja para esconder a real origem de seu primogênito (após um aborto devido a um acidente), o desaparecimento de uma empregada do hotel ou mesmo realizar o sonho de ter seu marido como gerente do Gran Hotel.

Devido a sua boa posição social e econômica, Javier (Eloy Azorín) cresceu entre luxos e confortos, sem nunca precisar trabalhar. Ele é um jovem irresponsável, cachaceiro e mulherengo, que quando não está no hotel seduzindo as hóspedes está na taverna da cidade, se envolvendo em apostas milionárias, com prostitutas ou com criminosos.

Javier é a vertente humorística da série, uma vez que com seu jeito bonachão e descompromissado, geralmente, se mete nas mais variadas enrascadas, desde ter um caso amoroso com as duas filhas de um coronel do exército, seduzir uma mulher casada, fazer contrabando, vender algumas bebidas do hotel e até ser um dos suspeitos do sumiço de um hóspede ilustre.

Diferentemente dos irmãos, Alícia (Amaia Salamanca) é curiosa, perspicaz e tem um grande senso de justiça. É ela quem descobre a identidade do novo garçom, Julio Olmedo (Yon González) e as verdadeiras intenções dele ao começar a trabalhar no hotel. Não demora muito e ela começa a ajudá-lo a investigar o misterioso desaparecimento de sua irmã, Cristina Olmedo.

Ambos se colocam em muitos problemas para descobrir as respostas que a família Alarcón escondeu por anos, desde segredos íntimos a crimes terríveis, nos quais estão não apenas os membros do clã, mas, também, os empregados do hotel. Com o tempo, os dois se apaixonam. Contudo, por fazerem parte de classes sociais diferentes, eles irão enfrentar vários obstáculos para viver esse amor.

Os crimes que ocorrem na cidade de Cantaloa e que envolvem os hóspedes do Gran Hotel são investigados por uma dupla de detetives bem caricaturais, semelhantes aos personagens de um dos livros de Agatha Christie. Trata-se do detetive Ayala (Pep Anton Muñoz), um inspetor de polícia transferido de Madrid, que é sagaz e muito experiente, e seu assistente, Hernando (Antonio Reyes), um agente da lei não muito esperto. Aliados ao casal Alicia e Julio, os policiais conseguem desvendar alguns crimes, como a morte de Dom Carlos Alarcón e o assassinato de jovens durantes os meses de lua cheia, cujo criminoso utilizava uma faca de ouro para matar suas vítimas.

A série ainda guarda inúmeros mistérios em apenas três temporadas e mal cabem neste post, além de trabalhar muito bem com a temática dramática, com pitadas de suspense, romance e humor. É uma excelente pedida para os amantes da língua espanhola e fãs de narrativas ficcionais de época.

Gran Hotel é uma série da produtora espanhola Bambú Producciones, com direção de Ramón Campos, Gema R. Neira e Carlos Sedes. As temporadas foram originalmente transmitidas pelo canal Antena 3, de 2011 a 2013, com estreia em Portugal no ano de 2014, no canal SIC Mulher. A produção chegou ao Brasil apenas em 2015, sendo exibida diariamente pelo canal pago +Globosat. Mas só agora, em 2018, que duas temporadas da série estão disponíveis no serviço de streaming da Netflix. E, eu, já estou na expectativa para a terceira – #FicaADicaNetflix!

GRAN HOTEL: SEGREDOS, CRIMES E CONSPIRAÇÕES FAMILIARES
4.7Pontuação geral
ORIGINALIDADE
FOTOGRAFIA
TRILHA SONORA
ATUAÇÕES
DESENVOLVIMENTO

Comentários