O thriller de assalto espanhol da Netflix, La Casa de Papel, é uma série de entretenimento incrivelmente tensa e impressionante. Cada episódio leva ao próximo, construindo o drama antes do final explosivo e de tirar o fôlego. Há tempos – desde a primeira temporada de Prison Break -, que um show não consegue capturar uma excitação tão crua e uma tensão sufocante neste gênero como La Casa de Papel. O maravilhoso conjunto de personagens é inteligentemente escrito, repleto de defeitos e crenças, que dão uma dimensão extra às suas personalidades, o que falta em muitos outros programas. Podemos afirmar, definitivamente, que este é um dos melhores fenômenos pela plataforma de streaming lançado nos últimos tempos, especialmente com o seu final cliffhanger que o deixa aberto para uma segunda temporada tão boa quanto a primeira.

Podemos dizer “que tiro foi esse” logo com o piloto, banhado em luz vermelha, mostrando a nossa personagem principal, Tókio (Úrsula Corberó), lamentando a morte do seu parceiro no crime, que morreu durante um assalto em grupo. Na corrida, Tókio é recrutada por um  homem misterioso conhecido como El Professor (Álvaro Morte), juntamente com algumas outras pessoas excepcionalmente talentosas, para participar do maior assalto de todos os tempos. A sua missão é simples: entrar na Casa da Moeda e roubar 2.400 milhões de euros. Há um leve indício de influência dos Ocean’s 11 para começar; visuais chamativos e uma apresentação única dada a cada um dos ladrões dão um pano de fundo crucial antes de mostrar o dia do roubo, e prosseguir com os personagens à partir daí. A mudança de perspectiva única entre a polícia, o “Grande-Irmão que tudo vê” – O Professor – e aqueles dentro da Casa da Moeda dão um ponto de vista incrível para o público e mantêm a série emocionante por todos os episódios. É durante essas mudanças de perspectiva que La Casa de Papel desconsidera qualquer semelhança com outros shows e dança conforme a sua própria música. É assim que uma tensão única e sufocante paira sobre cada cena.

Apesar de Tókio ser o foco principal com a sua narração conduzindo o enredo, outros personagens-chave avançam ao longo da série, confundindo a linha entre “para quem devemos torcer”. A Detetive Raquel (Itziar Ituño) passeia entre o aborrecimento exasperado e o olhar fixo através do decorrer do assalto e à medida que sua convicção cresce, também aumenta a simpatia em relação a seu personagem. Agindo como uma imagem espelhada sobre isso é Berlin (Pedro Alonso), o homem encarregado pelo comando do assalto, que se torna mais instável e desagradável à medida que a série avança.

A cinematografia e a composição não se concentram de forma tão proeminente quanto o enredo e os personagens, mas ainda há um bom uso de cores e ângulos de câmera para dar à La Casa De Papel uma sensação estilosa e elegante. As cores usadas nas cenas são dominadas por vermelhos recorrentes, verdes doentios e brancos que se destacam por toda parte. Esta justaposição de cores arrojadas reforça a atenção aos detalhes da série e a ajuda a se destacar de outros thrillers de assalto por aí.

La Casa de Papel é simplesmente um programa de TV incrivelmente divertido e intenso. É difícil culpar a série, e cada parte deste programa, por ser tão intrinsecamente conectada, tão bem escrita e divertida que, quando um show como este aparece, ele merece ser aplaudido e elogiado.

A série teve 15 episódios lançados na Espanha. No Brasil, a Netflix lançou 9 episódios, que foram reeditados em 13 partes com aproximadamente 50 minutos de duração.

A “2ª parte”, ou segunda temporada – que na verdade é a segunda parte da 1ª temporada – terá 6 episódios e será lançada pela plataforma de streaming no dia 6 de Abril.

ATENÇÃO!!! CUIDADO COM SPOILERS!!!

Confira a sinopse da 2ª parte de La Casa de Papel:

Após uma das assaltantes ser expulsa da casa, ela é colocada para depor e as coisas começam a ficar tensas e o plano do Professor é colocado em xeque. Nesse meio tempo, os reféns estão planejando uma nova fuga enquanto o clima esquenta entre os ladrões. Será que o professor já previa tudo isso? Com Raquel se aproximando cada vez mais da verdade, o destino dos protagonistas começa a ser selado.

Não acredita em como essa série é boa? Basta olhar para o que essas pessoas têm twittado sobre o show:

 

Comentários